Últimas Notícias:

British Airways vai retirar imediatamente toda a sua frota Boeing 747 de operação


Chegou ao fim a ERA do B747 na frota da British Airways, depois que a companhia confirmou, hoje, o seu completo phase-out.

Inicialmente, a companhia tinha programado a retirada total dos seus 28 Boeing 747-400 até 2024, mas na sequência da diminuição do tráfego de passageiros devido à pandemia da Covid-19, o phase-out passou a imediato.

“É improvável que a nossa magnífica ‘rainha dos céus’ volte a operar serviços comerciais para a British Airways devido à diminuição de viagens causadas pela pandemia global de covid-19”, informou a empresa em comunicado.

Na nota, a companhia destaca que a aeronave terá “sempre um lugar especial no “coração” da empresa, mas sublinha que o objetivo é operar “voos com aeronaves mais modernas e com baixo consumo de combustível”, como os novos A350 e 787, que ajudarão a “alcançar zero emissões de carbono até 2050”.

Para lidar com a crise provocada pela covid-19, a British Airways anunciou que planeia suprimir até 12.000 empregos e vai começar a partir de 28 de julho a leiloar parte da sua coleção de arte multimilionária.

A British Airways recebeu o seu primeiro B747-400 (G-BNLA) em junho de 1989 e o mais novo foi entregue em abril de 1999.