Últimas Notícias:

Boeing poderá ser multada devido a problemas com as asas dos Boeing B737MAX


 

O modelo B737MAX continua ser uma caixinha de surpresas, mas desagradáveis.

Agora a FAA – Agência de Aviação Civil dos EUA poderá aplicar uma multa milionária à Boeing, após a construtora aceitar peças com defeitos para as asas do seu modelo MAX.

De acordo com as informações, existe um defeito nos trilhos dos slats, que ficam na parte da frente da asa sendo estes accionados durante a aterragem e descolagem juntamente com os flaps para criar uma maior sustentação.

Segundo a FAA afirmou existem 311 conjuntos com problemas: 178 que estão instalados em aviões da série 737 MAX e mais 133  no 737NG de geração anterior.

O defeito no slat é decorrente de um processo chamado “fragilização por hidrogénio”, onde metais de alta resistência como o cádmio-titânio utilizado no slat são afectados pelo hidrogénio, podendo causar fissuras e trincas.

Na origem do problema está apenas um fornecedor da Boeing e mesmo sabendo do problema, o lote com defeito foi aceite na produção das aeronaves e instalados.

A multa será aplicada porque a Boeing afirmou à FAA que as aeronaves envolvidas estavam em condições de voo, mesmo sabendo do problema nos slats. Além disso, também pelo fato de a Boeing não ter investigado se os seus fornecedores estavam a entregar o componente dentro dos parâmetros exigidos pela própria fabricante. De acordo com a FAA, “a Boeing não supervisionou adequadamente seus fornecedores para garantir que eles cumprissem o sistema de garantia de qualidade da empresa”.

A multa apenas para os aviões da família MAX foi proposta em cerca 5,4 milhões de dólares, que serão somados aos 3,9 milhões de dólares da multa anterior referente aos aviões da série NG.