Últimas Notícias:

Voo histórico – Boeing 737 da El Al sobrevoou a Arábia Saudita

 

Ontem, 31 de agosto, foi um dia histórico, com o primeiro voo comercial direto entre Israel e os Emirados Árabes Unidos (EAU), um marco nas relações entre os dois países, que dia 13 anunciaram ter decidido estabelecer laços diplomáticos.

O voo LY971 – utilizando o código telefónico internacional dos Emirados – da companhia aérea israelita El Al chegou aos Emirados às 15:40 hora local) e foi operado pelo B737-900 4X-EHD.

Ao contrário do que seria expectável não foi utilizado nenhum modelo B787 para a realização deste voo, mas sim um Boeing 737-900.

O B737-900 está equipado com um sistema a laser capaz de dissuadir mísseis inimigos, ao contrário dos B787 que não têm este sistema.

“Esperemos que este voo seja o primeiro de muitos”, declarou à imprensa Jared Kushner logo após aterrar. O genro do presidente Donald Trump e conselheiro na Casa Branca lidera a delegação norte-americana que se deslocou aos EAU.

Kushner felicitou o príncipe herdeiro dos Emirados, Mohammed bin Zayed, pela sua “coragem” em chegar a acordo com o Estado hebreu, uma decisão polémica no mundo árabe.

Agradeceu ainda à Arábia Saudita por ter autorizado o Boeing 737, que transportava as delegações norte-americana e israelita, a sobrevoar o seu espaço aéreo.

 

A El Al colocou um adesivo com a palavra PAZ, escrita em inglês, árabe e hebraico acima do cockpit.

Os passageiros foram recebidos no aeroporto pelo ministro dos Negócios Estrangeiros dos EAU, Anwar Gargash, e pelo embaixador dos Estados Unidos no país, John Rakolta.

“Estamos aqui para transformar uma visão em realidade”, declarou por seu turno Meir Ben Shabbat, o conselheiro israelita para a segurança nacional, iniciando o seu discurso em árabe com a frase consagrada “Salam aleykum” (que a paz esteja convosco).

Sublinhou que não há “limite” para a futura cooperação entre os dois países, citando diversos setores onde podem colaborar.

As delegações norte-americana e israelita têm previstos dois dias de discussões sobre segurança, comércio, cooperação científica, turismo e o processo de vistos para os futuros viajantes entre os dois novos parceiros do Médio Oriente.

Os Emirados Árabes Unidos e Israel anunciaram a 13 de agosto um acordo para normalizar relações, oficiosas há nos, tornando-se assim os EAU o primeiro país do Golfo a mudar o estatuto da sua relação com o Estado hebreu e o terceiro do mundo árabe, depois do Egito em 1979 e da Jordânia em 1994.

Os palestinianos, hostis ao acordo entre o Estado hebreu e os Emirados, criticaram o voo comercial entre os dois países.