Últimas Notícias:

Maduro anunciou voo directo entre Caracas e Moscovo


 

Durante um discurso, na passada semana, o presidente venezuelano Nicolas Maduro, anunciou que o governo do seu país vai criar um voo directo entre Caracas e Moscovo.

E para já não sabe mais do que isto. De salientar que ambos os países possuem companhias públicas que podem operar a referida rota. a rota.

“Muito em breve vamos abrir o voo directo entre Caracas e Moscovo, para que os jovens possam ir passar férias à Rússia”, disse Maduro no Palácio de Miraflores. “Estamos a construir laços profundos no novo mundo multipolar, laços de juventude para juventude, de cidade para cidade, de governo para governo. Imaginem como serão as relações da Rússia e da Venezuela em 2030, em 2040, em 2050, união e desenvolvimento, prosperidade, independência, paz ”, afirmou Maduro.

Situação da Conviasa

A companhia pública venezuelana, Conviasa, com sede em Caracas, possui uma diminuta frota de 7 aeronaves Embraer 190, que operam os voos domésticos e regionais.

No passado a companhia operou vários destinos internacionais, mas em 2017, a companhia foi forçada a suspender todas as suas operações internacionais devido à falta de moeda estrangeira para pagar os seguros das aeronaves.

Estelar

A Estelar também pode ser uma das chamadas a operar a rota.

A companhia aérea venezuelana foi fundada em 2009 que começou a operar inicialmente com um voo para Porlamar e, em poucos meses, estabeleceu uma rota para Maracaibo. Em maio de 2017, a companhia possou a voar para cinco destinos na Venezuela: Caracas, Cumana, Maracaibo, Porlamar e Santo Domingo.

Em relação aos voos internacionais a Estelar opera algumas rotas abandonadas pelo Conviasa.