Últimas Notícias:

Mas qual será o nome do modelo?


Os primeiros modelos do Boeing B737MAx produzidos para a Ryanair surgiram com indicação do modelo “original” na fuselagem.

Foto: Woodys Aeroimages

Após a proibição dos voos comerciais operados com este tipo de modelo, e depois da possibilidade da Boeing alterar o nome do modelo, algumas unidades produzidas para a Ryanair surgiram com uma nova designação: B737-8200.

Foto: Woodys Aeroimages

Agora as novas unidades produzidas estão a surgir sem qualquer designação de modelo:

Foto: Woodys Aeroimages

De recordar que para já, não existe qualquer previsão de quando o “B737MAx” poderão voltar aos céus para operar voos comerciais.

Recentemente o CEO da Boeing, Dennis Muilenburg, alertou os investidores para a necessidade da empresa ter que reduzir ainda mais ou interromper temporariamente a produção do 737 Max.

De acordo com a Boeing, a empresa aguarda a aprovação das autoridades para que o B737MAX possa voar novamente no quarto trimestre deste ano.

Muilenburg alertou que qualquer novo atraso na aprovação do 737 Max poderá comprometer a sua produção. Uma desaceleração adicional ou paralisação temporária da produção do modelo “não é algo que queremos fazer, mas uma alternativa para a qual temos que nos preparar”.

O CEO disse que a Boeing precisa estar preparada para todas as situações “para ter certeza de que cobrimos todos os cenários”. A empresa está a trabalhar numa solução de software para um sistema de segurança que acredita ter causado as duas falhas, mas não será possível apresentar essa correcção às autoridades de aviação até setembro, e espera ter um voo de certificação em outubro.

Após o voo de certificação, Muilenburg acredita que os reguladores vão aprovar o 737 Max para o voos comerciais em questão de semanas.