Últimas Notícias:

DB Schenker e Lufthansa Cargo operam o primeiro voo de carga neutro em CO2


 

A DB Schenker, empresa líder na gestão da cadeia de abastecimento e logística, anunciou o lançamento do primeiro voo de carga de aviação comercial operado 100% com combustível de aviação sustentável (SAF). Esta operação neutra em termos de CO2, tornada possível pela cooperação do principal fornecedor de logística e da Lufthansa Cargo, teve lugar entre Frankfurt e Xangai a bordo de um Boeing 777F e transportou mercadorias da Siemens Healthineers AG, entre outras. Empenhados no desenvolvimento do transporte aéreo sustentável, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo acordaram em novembro trocar pontos de vista sobre questões ambientais a fim de promover soluções conjuntas, incluindo a utilização de combustíveis alternativos aos combustíveis fósseis para o transporte aéreo de carga.

O Ministro dos Transportes, Construção e Desenvolvimento Urbano do Governo Federal Alemão, Andreas Scheuer, afirmou que “apesar de estarmos no meio da mais grave crise de sempre a afetar o setor da aviação, a Lufthansa Cargo e a DB Schenker assumiram a sua responsabilidade pela proteção climática e já operaram o seu primeiro voo de reabastecimento entre Frankfurt e Xangai. Isto diz-nos que, apesar das atuais preocupações, as empresas continuam a olhar para o futuro e estão a implementar medidas importantes para tornar a aviação mais sustentável”.

“No transporte aéreo, estamos realmente avançados em termos de proteção ambiental. Isto é demonstrado pelo desenvolvimento do primeiro voo de carga neutro em termos de CO2“, explicou Jochen Thewes, CEO da DB Schenker. “O lançamento do programa de voo que planeámos para o verão de 2021 permitir-nos-á oferecer um transporte aéreo sem gases com efeito de estufa como um produto regular. Como fornecedor de logística, somos a ligação entre a indústria de carga e as companhias aéreas, permitindo-nos tornar a proteção climática uma realidade neste setor. Estou convencido de que existe uma grande procura para este tipo de transporte amigo do ambiente, e esperamos dar o exemplo nestes termos”, disse Jochen Thewes.

“Com este voo, estamos empenhados em aumentar a investigação e a utilização de SAF para que, no futuro, estejam disponíveis quantidades suficientes do combustível alternativo para as empresas. Além de investir numa frota de carga moderna, o nosso empenho neste voo sem emissões também contribui para a “Ação Climática” promovida pelas Nações Unidas. A Lufthansa Cargo leva muito a sério a sua responsabilidade empresarial e está a implementar medidas ativas para proteger o ambiente”, disse Peter Gerber, CEO da Lufthansa Cargo.

“Transferir os nossos sistemas de tecnologia médica e peças sobressalentes urgentemente necessárias para onde são necessárias é a nossa prioridade máxima, sendo sempre um parceiro fiável para os nossos clientes e os seus pacientes. Por este motivo, estamos muito satisfeitos por os nossos parceiros logísticos estarem a desenvolver um transporte aéreo de mercadorias mais amigo do clima. Este é um passo importante para o estabelecimento de rotas sustentáveis”, disse Dr. Frank Debus, Diretor de Logística da Siemens Healthineers.

Combustível sintético para satisfazer as exigências do planeta

O SAF é essencialmente querosene sintético sustentável. É atualmente produzido a partir de biomassa, tal como óleos vegetais e de cozinha sustentáveis ou recicláveis. Espera-se que no futuro também estejam disponíveis combustíveis renováveis não vegetais. O processo de produção mais conhecido é o chamado processo power-to-liquid (PtL), baseado em eletricidade renovável, água e CO2.

Ao utilizar SAF, evitam-se por completa as emissões fósseis de CO2 de um voo operado com querosene convencional. Durante a combustão no motor, apenas é libertado CO2 previamente removido da atmosfera, por exemplo, do crescimento das plantas. A SAF é a primeira alternativa real ao combustível fóssil da aviação e a chave para um tráfego aéreo amigo do clima e livre de dióxido de carbono.

Além disso, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo estão também a implementar um projeto de reflorestação para compensar as emissões de CO2 e outros gases com efeito de estufa resultantes da produção de biomassa, processamento e transporte de SAF. Isto assegura que os voos são completamente neutros, em termos gerais, de gases com efeito de estufa.

 

O SAF utilizado pode ser adicionado ao querosene convencional como combustível de uso imediato, tornando-o prático e adequado para uso diário sem necessidade de ajustes na aeronave ou na cadeia de abastecimento. Assim, a quantidade de SAF correspondente aos requisitos de combustível para o voo de regresso entre Frankfurt e Xangai é injetada no sistema de reabastecimento no aeroporto de Frankfurt. Cada aeronave subsequentemente reabastecida no depósito de combustível recebe e consome fisicamente uma pequena quantidade de SAF. A redução de CO2 alcançada é assim totalmente creditada à Lufthansa Cargo e à DB Schenker.

Esta ação é o primeiro passo de um esforço conjunto acordado entre as duas empresas em novembro passado para evitar a utilização de combustíveis fósseis na aviação. A partir do próximo verão, oferecerão regularmente um transporte aéreo neutro em termos de emissões. Além disso, a DB Schenker e a Lufthansa Cargo iniciaram os seus primeiros voos neutros em termos de CO2, apelando aos expedidores, fornecedores de logística, transportadoras aéreas de carga e autoridades políticas para trabalharem em conjunto para expandir a produção e infraestruturas necessárias, com o objetivo de melhorar a disponibilidade de combustível de aviação sustentável.