Últimas Notícias:

HiFly recebe mais um A330-200 ex GullivAir


 

A HiFly no passado dia 1 de setembro recebeu mais uma aeronave para a sua frota. Trata-se de um A330-200 com o número de série 0939.

A aeronave tem cerca de 15 anos, estava armazenado no Aeroporto de Turuel desde 20 de abril deste ano depois de ter sido devolvido ao lessor, e voou anteriormente pela Kingfisher Airlines, Turkish Airlines, TAME e pela GullivAir.

O A330-200 pode transportar até 269 passageiros em duas classes: 18 em classe executiva e 251 em económica.

Está equipado com motores Pratt & Whitney PW4168A e encontra-se no Aeroporto de Beja a ser preparado para integrar a frota da companhia.

De referir que numa entrevista Diogo Antunes, executivo de estratégia e desenvolvimento de negócios da Hi Fly, disse: “Vemos muito mais procura por capacidade extra atualmente”

De acordo com o executivo a companhia está a sentir uma grande procura para as suas aeronaves, uma vez, que muitas companhias aéreas procuram dar resposta à falta de aeronaves operacionais devido aos problemas atuais com os motores.

As companhias aéreas estão sendo afetadas pela escassez de motores Pratt & Whitney e atrasos na manutenção, afetando a família Airbus A320neo e os operadores A220 em particular. 

“Do outro lado da moeda, também estamos procurando adicionar aeronaves”, observou. “O nosso foco é a aeronave Airbus A330 – o A330ceo neste caso. Ainda operamos alguns A340-300, mas atualmente estamos a substituí-los por A330ceos. 

A Hi Fly sublinha que costumava operar A330neos, mas agora mantém os A330ceos. “Para a nossa operação é bom ter uma aeronave que não apresenta nenhum problema”, disse Diogo Antunes.

A frota atual da Hi Fly é “fluida”, com aeronaves sendo regularmente introduzidas e retiradas, “O verão passado foi bom, este verão estamos lotados”, disse ele. “Se eu pudesse ter mais aeronaves, teria mais contratos.”