Últimas Notícias:

Voos da STP-Airways entre São Tomé e Portugal serão operados pela CEIBA


 

O Governo de São Tomé e Príncipe assinou com o Governo da Guiné Equatorial um acordo que irá permitir a Ceiba Intercontinental, assegurar a ligação aérea regular entre São Tomé e Príncipe e Portugal.

A companhia aérea da Guiné Equatorial, vai ligar São Tomé e Lisboa, em nome da companhia de bandeira nacional a STP-Airways. Esta operação irá envolver duas outras companhias aéreas internacionais; a White Airways e a Ethiopian Airlines.

Em comunicado o Governo de São Tomé e Príncipe indica: «Após a saída da Euroatlantic que se prevê para finais de Outubro, isto permitirá à CEIBA assegurar ligações domésticas e internacionais para Portugal e outros países europeus».

Desde 2008, que a STP Airways tinha uma nova estrutura accionista. Nesse ano a Euroatlantic passou a ser a accionista maioritária com 40% das acções e o Estado são-tomense ficou com 30%, e os outros 30% foram distribuídos por pequenos operadores privados.

Enquanto accionista maioritário a Euroatlantic, garantiu a ligação aérea regular entre São Tomé e Lisboa, tendo colocado à disposição um avião, terminando assim a instabilidade que marcava a ligação aérea entre São Tomé e Lisboa, através de várias outras companhias ou iniciativas de transporte aéreo, que foram criadas no país até 2008, ficou assim resolvida.

No entanto em junho passado, o Ministro das Obras Públicas, Osvaldo Abreu, declarou em directo no Telejornal da Televisão Nacional, que o Governo são-tomense não iria renovar o entendimento com a Euroatlantic como companhia que voa entre São Tomé e Lisboa, em nome de São Tomé e Príncipe. O Ministro deixou claro que a partir de Outubro próximo, a STP-Airways iria ter outras asas para voar entre São Tomé-Lisboa e vice versa.

A administração da Euroatlantic reagiu num comunicado contestando o posicionamento do Governo são-tomense. Denunciou dívidas do Estado são-tomense que atingem cerca de 4 milhões de euros, e rejeitou a possibilidade de interromper a ligação aérea a partir de Outubro.