Últimas Notícias:

Virgin Australia anunciou o fim das operações da Tigerair Austrália


Um dia despois da Virgin Atlantic ter apresentado um pedido de protecção ao abrigo do Capítulo 15, do Código de Falências dos EUA num tribunal de Nova Iorque, a Virgin Australia anuncia que vai fechar uma das suas filiais e suprimir três mil postos de trabalho, devido à crise de covid-19 que afetou drasticamente as empresas de aviação.

“Como empresa, precisamos de fazer mudanças para garantir o sucesso do Grupo Virgin Australia neste novo mundo”, disse Paul Scurrah, CEO (diretor executivo) da companhia aérea fundada pelo homem de negócios britânico Richard Branson.

O grupo vai encerrar a sua filial de baixo custo Tigerair Austrália e reduzir a mão-de-obra em um terço, eliminando 3.000 postos de trabalho.

Com uma dívida de cinco mil milhões de dólares australianos (2,95 mil milhões de euros), a Virgin Australia já se encontrava em situação financeira precária antes da epidemia do coronavírus, que abalou a indústria aérea mundial.

Com a chegada do vírus e o encerramento das fronteiras da Austrália a não residentes, a companhia foi forçada a suspender todos os voos internacionais.

“Serão necessários pelo menos três anos para regressar ao nível pré-covid-19 da procura de viagens nacionais e internacionais de curta distância”, acrescentou Scurrah.