Últimas Notícias:

Transavia pretende atingir 3 milhões de passageiros no mercado português em 2024


 

A Transavia indicou hoje que após um 2023 bastante positivo com 2,8 milhões de passageiros transportados no mercado português, a companhia pretende atingir a marca dos 3 milhões de passageiros que viajam de/para Portugal este ano.

A Transavia sublinha que Portugal deverá ser, uma vez mais, um dos mercados com melhor desempenho para a operação da companhia aérea low-cost do Grupo Air France-KLM de/para França, mas também de/para os Países Baixos e a Bélgica.

O mercado português mantém-se um mercado estratégico e uma contínua história de sucesso para a Transavia. Nos voos de/para Portugal, as nossas expetativas não podiam ser melhores para todo o ano de 2024. Portugal continua a ser o 1º mercado para França e o 2º globalmente, sendo ainda uma das cinco principais companhias aéreas a operar localmente. Mas a nossa expansão vai prosseguir: estamos a abrir uma nova ligação sazonal entre Faro e Nice no pico do verão, abertura que se enquadra perfeitamente no nosso foco de desenvolvimento na região da Côte d’Azur, afirmou Nicolas Hénin, vice-presidente executivo de vendas e marketing da Transavia France.

O ano de 2023 foi marcado pela forte retoma das viagens a nível mundial e, assim, a Transavia conseguiu aumentar de forma robusta a sua oferta de/para mercados históricos, incluindo Portugal, mercado que experienciou uma taxa de ocupação de 92% no período. Isto aconteceu também graças ao investimento contínuo na frota, hoje composta por 116 aviões. No final de 2024, a companhia deverá atingir um total de 115 Boeing 737-800 e 20 A320neo a operar a partir de França e dos Países Baixos. Mas a renovação da frota vai continuar até 2030.

A companhia franco-neerlandesa oferece 21 rotas este inverno e 23 no verão de 2024 em Portugal, com ligações entre 10 destinos em França, Países Baixos e Bélgica e 5 aeroportos portugueses (Lisboa, Porto, Funchal, Faro e Ponta Delgada), e vai manter o foco em Portugal. Com uma taxa de ocupação superior à do ano passado, a Transavia tem muito boas perspetivas para Portugal em 2024 e está confiante que destinos como o Porto e Lisboa – servidos de Paris-Orly, respetivamente, 7 e 5 vezes por dia.