Últimas Notícias:

Thomas Cook pede protecção contra falência nos EUA


 

Segundo o site de notícias , a Thomas Cook com sede no Reino Unido entrou esta segunda-feira, dia 16 de setembro, com um pedido de protecção contra falência nos tribunais dos EUA.

O capítulo 15 da lei de falências dos EUA protege empresas estrangeiras de acções de credores americanos enquanto reorganizam as suas dívidas. Fundamentalmente, também desencadeia o pagamento de um seguro padrão para um grupo de detentores de títulos quando existe a dúvida de que poderão bloquear o negócio em curso.

O pedido Thomas Cook deu entrada num tribunal do distrito sul de Nova Iorque, mostram os documentos judiciais datados de 16 de setembro. O escritório de advogados Latham & Watkins está a representar a empresa, de acordo com os documentos

A Thomas Cook propôs trocar 1,67 bilhões de libras (2,07 bilhões de dólares) de dívida e títulos bancários por 15% do património líquido e pelo menos 81 milhões de libras de novas notas subordinadas, que pagarão juros com mais dívida, de acordo com os documentos. Após a injecção de pelo menos 900 milhões de libras em dinheiro novo, o grupo chinês Fosun Turismo irá deter 75% das acções do braço do operador turístico e até 25% da companhia aérea.

Os credores das agências de viagens devem votar a 27 de setembro o plano proposto, no Reino Unido, que irá permitir ao investidor chinês Fosun liderar um resgate planeado da empresa.