Últimas Notícias:

SpiceJet contratou A330neo da Hifly para os seus voos de longo curso

A SpiceJet (SG) deverá tornar-se a primeira companhia de baixo custo na Índia a operar uma aeronave wide-body Airbus A330-900neo, para voos de médio e longo curso.

A companhia aérea alugou o A330neo CS-TKY à Hi Fly, sendo o primeiro voo, um voo de repatriamento entre Amesterdão (AMS) para Bengaluru, no dia 1 de agosto.

O Airbus A330-900neo pode transportar até 371 passageiros em duas classes; 18 business e 353 em económica:

Conheça o interior do avião:

Business Class:

Economy Class:

 

A SpiceJet em declarações disse que: “Este A330-900 pode operar na Índia e nos EUA sem escalas. Planeamos utilizá-lo inicialmente para fretamentos, onde quer que seja a procura. ”

A companhia aérea também disse que pode operar a aeronave para voos programados sob as bolhas de viagem que a Índia está formando com alguns países, mas afirmou que “isso é apenas uma opinião”.

Por enquanto, a SpiceJet irá operar o A330neo para fretamentos reservados por qualquer organização ou ONG. Na semana passada, a companhia foi contratada por uma transportadora indiana para operar rotas para os EUA e Reino Unido.

Segundo informações a companhia está a tentar negociar slots para London Heathrow (LHR).

Actualmente, a Air India (AI) é a única companhia aérea indiana que opera aeronaves de grande porte e devido às preocupações com o COVID-19, é mais provável que os viajantes prefiram voos directos, em vez de voos com escalas em hubs no Golfo ou no Sudeste Asiático.

Já não é de agora que a SpiceJet tenta negociar um A330, uma vez que a companhia de baixo custo, há muito pretende voar para o Reino Unido.