Últimas Notícias:

Ryanair deverá iniciar as operações com o MAX nas rotas do Reino Unido


A Ryanair Holdings pretende operar com os seus próximos B737-8-200s para o Reino Unido na primeira fase, disse o executivo-chefe da principal operadora do grupo, a Ryanair (FR, Dublin Int’l), durante uma entrevista à rádio irlandesa Newstalk: “Receberemos o MAX neste verão e iremos operá-lo provavelmente inicialmente no Reino Unido”, disse Eddie Wilson.

Apesar das tentantivas dos jornalista Eddie Wilson não deu mais detalhes e não respondeu à pergunta sobre se as aeronaves seriam operadas pela Ryanair UK (RK, London Stansted).

Atualmente a Ryanair tem 210 unidades B737-8-200s encomendadas à Boeing.

Embora esta variante ainda não tenha sido certificada, a Ryanair espera começar a receber os primeiros modelos nesta primavera com um total de 50 unidades que devem chegar até o final do ano.

As primeiras seis aeronaves já foram atribuídas à subsidiária polonesa do grupo, Buzz (RR, Warsaw Modlin), e serão as primeiras aeronaves com as próprias cores da Buzz.

A Ryanair cancelou recentemente todos os serviços domésticos dentro do Reino Unido e os serviços para destinos fora da União Europeia, culpando a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido por uma suposta reviravolta na sua política de ACMI.

Segundo a companhia aérea, o regulador impediu a companhia de utilizar aeronaves da Ryanair para operar os voos com o código da Ryanair UK. Atualmente, a unidade britânica do grupo tem apenas um único B737-800 registado no Reino Unido.

A CAA respondeu que não alterou a sua política e sempre sustentou que as operações de backbone de uma companhia aérea britânica não podiam contar com aeronaves arrendadas com tripulação de outro país, mesmo que fosse um acordo ACMI intragrupo.