Últimas Notícias:

Regresso da PIA à Europa deverá acontecer com aviões da HiFly


 

A PIA – Pakistan International Airlines começou a promover o regresso dos seus voos para Europa, nos seus canais de venda e redes sociais.

A partir do dia 14 de agosto a PIA retoma os seus voos para três destinos no Reino Unido; Londres/Heathrow, Birmingham e Manchester, através de um contrato realizado com a HiFly.

A decisão foi tomada depois que as tarifas para voos do Reino Unido de companhias aéreas privadas sofreram um aumento sem precedentes, após a proibição das operações de voo da transportadora nacional após o fiasco das ‘licenças falsas’. É provável que as tarifas voltem ao normal após o reinício das operações de voo da PIA.

Muitos sites internacionais estão a avançar que os voos serão operados pelo A330neo CS-TKY mas a mesma aeronave estará afecta a partir de agosto à SpiceJet (SG), deverá tornar-se a primeira companhia de baixo custo na Índia a operar uma aeronave wide-body Airbus A330-900neo, para voos de médio e longo curso.

A companhia aérea alugou o A330neo CS-TKY à Hi Fly, sendo o primeiro voo, um voo de repatriamento entre Amesterdão (AMS) para Bengaluru, no dia 1 de agosto.

De recordar que no dia 1 de julho, a EASA – Agência Europeia de Segurança Aérea emitiu uma proibição de seis meses para todos os voos da PIA para a Europa. O Reino Unido e os EUA seguiram o exemplo, proibindo todos os voos da PIA. Muitas companhias aéreas internacionais em todo o mundo suspenderem os seus pilotos paquistaneses.

A proibição actual surge após um relatório de inquérito sobre o acidente do voo 8303 da PIA.

Em junho, o ministro da Aviação Ghulam Sarwar afirmou que 260 dos 860 pilotos paquistaneses, incluindo 141 da PIA, nunca compareceram aos exames e que as suas licenças eram falsas. A PIA operava vôos regulares para vários destinos no Reino Unido e na Europa antes da proibição