Últimas Notícias:

Portugal Air Summit abre com a notícia de que a primeira aeronave portuguesa sairá a voar de Ponte de Sor


 

O primeiro dia da cimeira “Portugal Air Summit” ficou marcada pelo anúncio da construção de uma nova unidade fabril em Ponte de Sor, resultado de uma parceria entre a empresa brasileira Desaer e o CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto. O anúncio foi feito por Luís Miguel Braga, Diretor de Aeronáutica e Defesa do CEiiA, que espera “que em 2026 saia de Ponte de Sor a voar a primeira aeronave portuguesa”.

A informação foi confirmada pela Ministra da Coesão Territorial Ana Abrunhosa no seu discurso de encerramento dos trabalhos de hoje, referindo ter a expetativa de “estar presente no teste da aeronave em 2023”, sublinhando que a construção da nova unidade “será um sinal de que outras empresas do setor virão para Ponte de Sor”, referiu.

A 25 de Setembro foi apresentado, em Évora, o primeiro programa aeronáutico completo de Portugal, o ATL-100, que irá desenvolver, fabricar e operar uma nova aeronave ligeira, numa parceria entre o CEiiA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento de Produto, e a empresa brasileira DESAER. A informação agora tornada pública dá conta de que a parte da produção industrial desta nova empresa será em Ponte de Sor, sendo a parte da engenharia desenvolvida em outras regiões do Alentejo, nomeadamente Évora e Beja.

A Ministra da Coesão Territorial sublinhou que Ponte de Sor é o local “provavelmente improvável para a realização do Portugal Air Summit”, felicitando a organização e a autarquia pela coragem e ousadia em realizar este evento, contrariando a pretensa interioridade e demonstrando que, mesmo em tempos de pandemia, é possível concretizar projetos destes com todas as normas de segurança. Ana Abrunhosa referiu que o concelho de Ponte de Sor sabe combinar setores tradicionais com os de ponta, que geram empregos qualificados, chamando à atenção para a surpresa que foi encontrar em Ponte de Sor os cerca de 100 jovens investigadores que estão a participar no EuRoc– European Rocketry Challenge.

Para amanhã, quinta-feira, está prevista para as 10h00 a assinatura do acordo de entendimento que dará origem à Magellan Orbital.  Esta empresa irá reunir o conhecimento e a capacidade instalada de importantes atores da indústria nacional de Espaço e Defesa e terá como principal objetivo o desenvolvimento, integração e operação de constelações de pequenos satélites, destinadas à observação terrestre. As entidades fundadoras da Magallan são o CEiiA, a Efacec, a Omnidea, aTEKEVER e a IdD – Portugal Defence.

Na abertura da 4.ª Edição do Portugal Air Summit   que teve lugar esta manhã,  Eurico Brilhante Dias, Secretário de Estado da Internacionalização, sublinhou a importância do setor aeronáutico para o desenvolvimento de diversas atividades económicas e que, “se é verdade que o setor vive um momento de profunda crise, esta é uma oportunidade de refletirmos sobre a importância estratégica que tem o setor do espaço e da defesa, onde diversas oportunidades na área da transição digital podem ser muito relevantes do ponto de vista económico” e sobre a cimeira referiu que “este é um evento que é um excelente exemplo de conseguir agregar entidades públicas e privadas, um esforço conjunto que dá resultados. Sendo que o setor da aviação irá recuperar e dar grandes oportunidades de desenvolvimento para Portugal”.

Hugo Hilário, presidente da Câmara Municipal de Ponte de Sor, local que acolhe há já quatro anos este evento internacional, partilhou com a audiência as dificuldades iniciais da decisão de manter ou não o evento em ano de pandemia, concluindo que até o nome “Flying Digital”, que tinha sido escolhido antes do surto de Covid-19 acabou por adequar-se. A Câmara Municipal, junto dos seus parceiros, acabou por concluir que não poderia deixar de realizar esta edição, apesar de ser apresentada este ano num formato distinto, muito apoiada no streaming com menos público presencial. Por outro lado, sublinha o facto de ser uma edição muito rica, “temos mais de duas dezenas de nacionalidades representadas entre os oradores”, suportado pelas parcerias que já existiam e pela nova associação à Agência Espacial Portuguesa, Portugal Space, que “leva a cabo um evento único ao qual o nome de Ponte de Sor vai ficar ligado indelevelmente. Uma iniciativa a acontecer pela primeira vez na Europa, com uma projeção mundial extraordinária, que pode ser apenas um primeiro passo para algo diferenciador e muito vantajoso para o nosso território”, afirmou, referindo-se ao EuRoc – European Rocketry Challenge. O concurso destinado a estudantes universitários envolve o desenho,  conceção e lançamento de foguetões que estão a ser montados durante a cimeira e que serão lançados, durante o fim de semana, numa iniciativa única não só em Portugal, mas também na Europa.

Do programa do primeiro dia da cimeira, destaque ainda para o painel que ocupou a manhã com a temática da Aeropolitica, focado na discussão da relevância da Presidência Portuguesa da União Europeia, com a presença do Vice-Presidente da International Air Transport Association, Rafael Schvartzman, Hugo Santos Mendes, Secretário de Estado para as Comunicações e Salvatore Sciacchitano, Presidente da International Civil Aviation Organization. Este painel contou também com a presença de Luís Ribeiro, presidente da ANAC, Thierry Ligonnière, CEO da ANA Aeroportos, João Cadete de Matos, presidente da ANACOM, e Manuel Teixeira Rolo, Presidente da NAV Portugal.