Últimas Notícias:

OMNI “surpreendida” com descoberta de meia tonelada de cocaína em avião no Brasil


 

A empresa portuguesa OMNI Aviação e Tecnologia assumiu hoje que foi “surpreendida” com a apreensão de meia tonelada de cocaína num dos seus aviões, no Brasil, acrescentando que a tripulação do voo já regressou “há vários dias” a Portugal.

“No passado dia 09 de fevereiro, fomos surpreendidos com uma situação em Salvador da Bahia que envolveu a descoberta de substâncias eventualmente consideradas entorpecentes, em compartimentos na fuselagem do nosso avião Falcon900”, refere a companhia, em comunicado enviado à agência Lusa.

A empresa conta que, “na viagem para o aeroporto em Salvador [depois de descolar do aeroporto de Jundiaí, no Estado de São Paulo], a fim de aguardar pela autorização de regresso a Lisboa, foi detetado um problema técnico durante a aproximação” à pista de aterragem.

“Esta situação ocasionou a necessidade de intervenção de manutenção no avião, tendo sido prontamente solicitada pelo comandante do voo à Dassault (fabricante do avião),em São Paulo. Neste sentido, existiu a necessidade de abrir um painel técnico na fuselagem do avião, onde encontraram um volume afixado à estrutura interna do avião”, refere o comunicado da administração da OMNI.

Perante este cenário, acrescenta a empresa, “foi imediatamente solicitado, pelo Comandante do voo, a intervenção da Polícia Federal, que tomou conta da ocorrência”.

“A investigação policial encontra-se em curso e em segredo de justiça, motivo pelo qual nada mais podemos adiantar”, refere ainda a companhia de voos executivos.

A Polícia Federal do Brasil apreendeu meia tonelada de cocaína com destino a Portugal escondida no avião particular, na sequência de uma inspeção que agentes daquela força policial fizeram à aeronave, estacionada na pista do Aeroporto Internacional de Salvador.

Os passageiros estão autorizados a sair do país, disse hoje à Lusa a Polícia Federal brasileira.

Segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Federal em Salvador, nenhum passageiro ou tripulante da aeronave foi detido ou está impedido de sair do país: “Foram ouvidos até agora somente a tripulação, os pilotos e aeromoça, e o pessoal do hangar do aeroporto”, afirmou a assessoria de comunicação.

Entre os passageiros do voo está o advogado português João Loureiro.