Últimas Notícias:

Novo problema encontrado no B737 MAX


 

 Perante uma audição da Administração Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos da América, a Boeing revelou em dezembro que tinha encontrado alguns problemas que ainda não tinham sido reportados.

Em causa estão duas secções de ligações que controlam a parte traseira destes aviões. As ligações estão demasiado próximas e podem causar um curto-circuito que, por consequência, pode levar à queda do avião, caso os pilotos não reagem apropriadamente.

Em declarações à CNN, um porta-voz da Boeing confirmou que o problema foi identificado durante “um rigoroso processo” para garantir a segurança dos aviões e que ainda é cedo para especular sobre se a descoberta levará a alterações no 737 Max.

A notícia surge depois de em dezembro a Boeing ter anunciado a suspensão da produção destes modelos.

Em outubro, o presidente executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, admitiu que a empresa cometeu “erros” nos acidentes mortais com aviões do modelo 737 Max 8 na Indonésia e na Etiópia, ao falar perante o Senado norte-americano.

“Sabemos que cometemos erros e que estávamos errados. Somos culpados disso”, afirmou na ocasião Dennis Muilenburg, citado pela agência Efe, perante o Comité do Comércio do Senado norte-americano.

Foi a primeira vez que a Boeing reconheceu no Congresso norte-americano ter cometido erros que estiveram na origem dos acidentes que resultaram na morte de 346 pessoas.

De recordar que os voos comerciais com aeronaves B737 Max, estão proibidos desde março, depois de dois acidentes que fizeram mais de 340 mortos.

Lusa