Últimas Notícias:

Nova falha detectada no Boeing 737 Max

 

A agência de notícias Reuters, divulgou esta quarta-feira, dia 26 de junho, que a FAA (Federal Aviation Administration), identificou um novo problema no Boeing 737 MAX.

Segundo as informações disponíveis, o problema foi identificado em simulador na última semana, e que pode comprometer o voo de certificação que estava programado para o próximo dia 8 de julho.

A Boeing informou que está a trabalhar com a FAA na investigação para que o Boeing 737 MAX possa voltar a operar com segurança.


A Boeing anunciou que poderia quebrar a cadeia de eventos que levaram aos acidentes conhecidos através do desenvolvimento de uma solução de software que iria limitar a actuação do sistema de estabilização. Em testes recentes de simulador, descobriu-se que uma falha do microprocessador poderia continuar a empurrar o nariz do avião em direcção ao solo. No entanto, não se sabe, se o microprocessador desempenhou um papel em qualquer um dos acidentes.

Durante os testes em simulador à possível falha do microprocessador: “foi difícil para os pilotos de teste recuperaram a aeronave em questão de segundos”, indicou uma das fontes. “E se não é possível recuperar em questão de segundos, isso é um risco razoável.”

A Reuters indica que os engenheiros da Boeing estão a tentar resolver o problema, o que levou a mais um atraso em conseguir a nova certificação para colocar de novo o B737 Max nos céus. “A segurança das nossas aeronaves é prioridade máxima da Boeing. Estamos a trabalhar estritamente com a FAA para o regresso em segurança do MAX”.

As fontes dizem que os engenheiros da Boeing estão a tentar determinar se a questão do microprocessador pode ser corrigida através de reprogramação do software ou se deverão ser substituídos em todos os 737 MAX já produzidos. Para já não existe uma versão oficial por parte da FAA.