Últimas Notícias:

Norwegian cancelou os seus pedidos pendentes de 92 Boeing 737 MAX e cinco 787 Dreamliner


A Norwegian anunciou, em comunicado, que cancelou os seus pedidos pendentes de 92 Boeing 737 MAX e cinco 787 Dreamliner.

A companhia lowcost está também a solicitar uma indemnização pela proibição de operação com o 737 MAX, bem como pelos problemas enfrentados pelos motores Rolls-Royce Trent 1000 do Boeing 787.

A companhia pretende recuperar os pagamentos de pré-entrega feitos à Boeing pelos aviões não entregues. A Norwegian iniciou um diálogo comercial com a Boeing com o objetivo de resolver os seus problemas com os B787 e 737 MAX e obter uma compensação devido às suas perdas.

O diálogo [ainda não] levou a um acordo para uma compensação razoável para a empresa. O cancelamento completo dos pedidos para os dois tipos de aeronaves também vem com o término dos chamados contratos de serviço ‘GoldCare’. Antes da suspensão mundial das operações e entrega dos B737MAX, iniciada há mais de um ano em março de 2019, a Norwegian já tinha recebido 18 aeronaves 737 MAX 8.

Para já não é certo que a companhia volte a operar com os seus B737MAX mesmo depois do levantamento da proibição de operações.

A frota de longo curso da companhia é composta por 37 Boeing 787 Dreamliner, com os cinco pedidos agora cancelados todos próximos da entrega.

A Norwegian tem a sua frota praticamente toda parada, estando a operar com cerca de dez aviões.