Últimas Notícias:

NAV Portugal conclui substituição de antenas do ILS na pista 17 do Sá Carneiro


 

A NAV Portugal anunciou, em comunicado, que concluiu com sucesso a intervenção nas antenas do Instrument Landing System (ILS) na pista 17 do Aeroporto Sá Carneiro (ASC). O sucesso destes trabalhos, de elevada precisão, foi confirmado pelo flight check de certificação realizado no último dia 26 de maio.

A intervenção nas antenas do ILS enquadrou-se no «Plano de Grandes Investimentos 2021-2025» da NAV Portugal e visou a substituição das antenas deste sistema essencial em operações de baixa visibilidade. O ILS da pista 17, apesar da elevada disponibilidade, já apresentava alguns sinais de degradação no sistema radiante, fruto da forte exposição aos elementos nos últimos anos.

Os trabalhos no ILS, que visaram os melhoramentos nos sistemas CNS[1], exigiram nas últimas semanas a presença de mais de 10 elementos altamente especializados da NAV Portugal e do fornecedor em três localizações diferentes do ILS — Localizer, respectivo Far Field Monitor e Glide Path. Além da remoção e substituição dos sistemas de antena e respetivas cablagens do Localizer[2] e do Glide Path[3], a operação exigiu a adaptação das infraestruturas aos novos sistemas radiantes, a instalação de 16 antenas no Localizer e três no Glide Path além das respetivas cablagens e unidades de distribuição de antenas e infraestruturas de suporte.

Dada a importância do equipamento em questão, a intervenção exigiu igualmente a realização de voo de certificação de acordo com as normas internacionais da ICAO e Eurocontrol.

Com duração estimada de seis semanas, a intervenção esteve inicialmente agendada para arrancar a 12 de abril, com o voo de certificação a ocorrer a 20 de maio de 2021, de modo a coincidir com um período de menor tráfego, mas também com obras em curso no caminho de circulação do ASC. Contudo, e informada da realização da Cimeira Social organizada pela Presidência Portuguesa a 7 de maio, e dada a probabilidade de situações meteorológicas adversas poderem impossibilitar aterragens e descolagens no ASC durante a cimeira, foi solicitado à NAV que não desativasse o ILS nesse período, tendo a empresa decidido adiar a intervenção um mês — adiamentos mais longos iriam levar a intervenção a ocorrer em junho, período de maior procura.

A intervenção foi assim agendada para arrancar a 10 de maio, ainda antes de qualquer decisão relativamente à realização da final da Champions League na cidade do Porto. Porém, e dada a importância deste evento, foi solicitado à NAV que envidasse todos os esforços para concluir com sucesso a intervenção até 28 de maio. A equipa da NAV aceitou o desafio e com elevado brio e profissionalismo, e o necessário reforço quer da equipa especializada da NAV quer do fabricante do equipamento que participaram na operação, foi possível terminar em tempo recorde a intervenção.

Além da conclusão com sucesso da operação num prazo inferior às seis semanas normalmente necessárias, é também de destacar que a operação foi concluída apesar das condições meteorológicas adversas ao longo das últimas semanas e apesar do projeto ter todas suas atividades em áreas sensíveis/restritas do aeroporto tendo estado, como tal, sujeito a fortes limitações nos acessos e horários face ao impacto no tráfego que continua a operar.