Últimas Notícias:

NASA revelou o X-59 capaz de romper barreira do som sem estampido habitual (com vídeo)


 

A NASA e a Lockheed Martin apresentaram, esta sexta-feira, formalmente a silenciosa aeronave supersônica X-59.

Usando este avião experimental único, a NASA pretende reunir dados que poderão revolucionar as viagens aéreas, abrindo caminho para uma nova geração de aeronaves comerciais que podem viajar mais rápido que a velocidade do som.

“Esta é uma grande conquista que só foi possível graças ao trabalho árduo e engenhosidade da NASA e de toda a equipe X-59”, disse a vice-administradora da NASA, Pam Melroy. “Em apenas alguns anos, passamos de um conceito ambicioso à realidade. O X-59 da NASA ajudará a mudar a forma como viajamos, aproximando-nos mais em muito menos tempo.”

Melroy e outros altos funcionários revelaram a aeronave durante uma cerimónia organizada pelo contratante principal Lockheed Martin Skunk Works nas suas instalações em Palmdale, Califórnia.

O X-59 permite o desenvolvimento de aviões comerciais supersónicos que vão reduzir o tempo de voo de forma dramática. Pode voar a uma velocidade de 1.488 quilómetros por hora, cerca de 1,4 vezes a velocidade do som.

O X-59 supera o principal obstáculo com que se depara a aviação supersónica, como é o caso dos aparelhos espiões U-2 e SR-71 Blackbird.

Ao passarem a velocidade do som, que se situa em torno dos 1.235 quilómetros por hora, conforme as condições, os aviões supersónicos causam um estampido que pode superar os 200 decibéis.

Os problemas que estes sons causam em zonas habitadas levou vários Estados a limitarem a aviação supersónica, restringindo de facto o seu desenvolvimento.

O X-59 vai entrar agora num programa de voos destes e de acordo com a NASA e a Lockheed Martin posteriormente irá voar sobre zonas habitadas, para que seja recolhida a opinião dos habitantes quanto ao ruído.