Últimas Notícias:

Miami Air International encerra as suas operações passados 29 Anos

A Miami Air International (LL) encerrou as suas operações após semanas de discussões infrutíferas com vários parceiros para receber uma proposta viável para adquirirem os ativos da companhia aérea do sul da Flórida.

Numa carta enviada aos funcionários da companhia, o CEO da Miami Air, Kurt Kamrad, informou que hoje era o último dia de trabalho, e que os funcionários serão remunerados até aquele dia e que a cobertura médica continuará até o final do mês.

Na segunda-feira, 11 de maio, os funcionários da empresa terão a oportunidade de recolherem qualquer item pessoal do escritório.

O CEO agradeceu aos funcionários da LL pela sua “dedicação, flexibilidade, engenhosidade e profissionalismo”, observando esses atributos como a razão pela qual a companhia aérea sobreviveu nos últimos 29 anos.

“Devido a essa reputação a Miami Air é uma marca conhecida em todo o setor pelo excepcionalismo”, disse Kamrad.

Na carta divulgada hoje, o CEO descreveu quantos projectos improváveis de executar foram realizados pela empresa, citando alguns exemplos recentes que incluem a empresa como a opção número um para operações VIP.

Outro projeto realizado no dia de Ano Novo deste ano envolveu a transferência de 4.000 soldados para o Oriente Médio em 72 horas, a pedido das Forças Armadas dos EUA. Além disso, a transportadora foi a primeira companhia aérea de passageiros dos EUA a transportar passageiros COVID-19 dentro de 48 horas após um pedido da Reva Air Ambulance.

Os clientes da Miami Air incluíam grupos de incentivo, equipas desportivas, empresas da Fortune 500, grandes linhas de cruzeiros, artistas, candidatos políticos e o governo dos Estados Unidos.

A Miami Air entrou em falência no Capítulo 11 em 24 de março de 2020.

O CEO encerrou sua mensagem aos funcionários da LL com o seguinte: “Considero uma honra ter trabalhado com cada um de vocês e desejo a todos boa sorte no futuro. Que o Senhor os abençoe e mantenha em segurança durante esses tempos incertos. Por favor, mantenha contato e sempre mantenha o lado azul para cima. ” Após a pandemia do COVID-19, será um longo caminho pela frente para os funcionários da Miami Air que, de repente, não têm emprego; muito parecido com muitos outros trabalhadores da indústria da aviação comercial em todo o mundo que agora se encontram em uma situação semelhante. Nossos pensamentos estão voltados para todos eles, pois esperamos na Airways uma rápida recuperação do setor assim que a atual crise de saúde finalmente passar.