Últimas Notícias:

Korean Air confirma finaliza pedido de 33 A350


 

A Airbus anunciou que a Korean Air tornou-se um novo cliente da família A350 após a assinatura de um pedido firme para 33 aeronaves.

A Airbus refere que o pedido inclui 27 unidades A350-1000 e seis unidades A350-900.

Oferecendo o maior alcance de qualquer aeronave, o A350 será capaz de operar qualquer uma das atuais rotas intercontinentais da companhia aérea com uma redução de 25% no consumo de combustível e nas emissões de carbono em comparação com aeronaves da geração anterior. O alcance adicional do A350 também permitirá à companhia aérea avaliar novos destinos de longo curso.

“O alcance excecional, a eficiência de combustível e o conforto dos passageiros do A350 fazem dele uma ótima opção para anossa rede global”, disse Jason Yoo, diretor de segurança e operações e vice-presidente executivo da Korean Air. “Estamos confiantes de que a introdução do A350 na nossa frota impulsionará a eficiência operacional e elevará a experiência geral de viagem dos nossos passageiros.”

Benoit de Saint Exupéry, vice-presidente executivo de vendas de aeronaves comerciais da Airbus, disse: “Este pedido da Korean Air é outro grande endosso para o A350 como líder mundial de longo alcance. A companhia aérea beneficiará de novos níveis de eficiência em todas as suas operações, com redução significativa do consumo de combustível e das emissões de carbono. O A350 também será a plataforma perfeita para a companhia aérea levar os seus produtos de bordo e serviços de classe mundial a novos patamares. Agradecemos à Korean Air pela sua confiança contínua na Airbus e nos seus produtos, e estamos ansiosos para ver o A350 a voar com as cores icônicas da companhia aérea”.

A Família A350 é a linha de produtos widebody mais moderna do mundo e está firmemente estabelecida como líder mundial de longo alcance, com versões de passageiros capazes de voar até 9.700 nm/18.000 km sem escalas. Equipada com motores Rolls-Royce de última geração, a fuselagem utiliza 70% de materiais avançados, como compósitos, titânio e ligas modernas de alumínio, para criar uma aeronave mais leve e económica. Tudo isto resulta numa redução média no consumo de combustível e nas emissões de carbono de cerca de 25% em comparação com aeronaves da geração anterior de tamanho semelhante.

A Airbus sublinha que no final de fevereiro, a Família A350 tinha conquistado 1.240 pedidos de 59 clientes em todo o mundo.