Últimas Notícias:

KLM Cityhopper recebeu o seu primeiro E195-E2

 

A KLM Cityhopper, subsidiária regional da KLM Royal Dutch Airlines, recebeu o seu primeiro jato E195-E2.

O modelo E195-E2 é o 50º E-Jet a juntar-se à frota da KLM Cityhopper de 17 modelos E175 de primeira geração e 32 E190.

O novo E195-E2 está congigurado com 132 assentos, sendo 20 na Classe Executiva, oito na Económica Comfort e 104 na Económica.

De acordo com as informações divulgadas, o PH-NXA deverá operar o seu primeiro voo comercial no dia 1 de março e será afecto diariamente nas rotas de Amesterdão para Berlim, na Alemanha, e para Varsóvia, na Polónia. A partir do dia 15 de março, irá operar nas rotas de Billund (Dinamarca) e Estocolmo (Suécia).

A KLM tem um pedido total de 35 jatos E2, sendo 25 pedidos firmes com opção para 10 adicionais, será disponibilizado à KLM pela ‘ICBC Aviation Leasing’ (10) e pela ‘Aircastle’ (15).

A companhia exerceu recentemente opções para mais quatro aeronaves, ampliando assim o pedido firme de 21 para 25 jatos, com as aeronaves adicionais sendo provenientes da carteira de pedidos da ‘Aircastle’.

A KLM é líder global em sustentabilidade entre companhias áreas, tomando medidas para tornar as operações ainda mais sustentáveis. A renovação da frota é uma estratégia para reduzir a pegada ambiental da KLM. O E195-E2, aeronave de nova geração da Embraer, está projetado especificamente para reduzir emissões e poluição sonora. As credenciais ambientais do E2 impressionam: oferece uma redução de 31% nas emissões de carbono por assento em relação aos jatos E190 de primeira geração da KLM Cityhopper.

A poluição sonora também é reduzida drasticamente: a pegada de ruído é 60% menor – uma medida considerada essencial para o Aeroporto de Schiphol/Amesterdão, que possui estritas regras de redução de ruído. O baixo nível de ruído externo do E2 já está bem abaixo dos futuros limites planeados pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). As emissões de carbono são quase 10% mais baixas por viagem e 31% menores por assento. Num ano normal, cada E195-E2 irá emitir 1.500 toneladas a menos de poluentes de carbono.

“O novo E2 realmente fará a diferença,” disse Warner Rootliep, diretor da KLM Cityhopper. “A adição do E195-E2 à nossa frota é parte vital do nosso plano de reduzir a pegada de carbono em pelo menos 50% por pessoa/km até 2030. O E195-E2 não é apenas uma aeronave economicamente atraente, mas também se encaixa perfeitamente em nossa iniciativa de sustentabilidade ‘Fly Responsibly’. Estamos agora, mais do que nunca, comprometidos em reduzir o impacto de nossa pegada ambiental e ecológica. A renovação da frota é atualmente o maior contribuinte para a redução de CO2.”