Últimas Notícias:

HiFly realiza voos sem plásticos a bordo


A HiFly anunciou hoje a realização do primeiro voo de passageiros da era do jato sem um único item de plástico a bordo.

Os voos serão operados com o A340 9H-SUN com o slogan ‘plastics-free’, entre Lisboa e Natal, no Brasil.

Mais de 700 passageiros irão participar nestes voos teste.

Antes da  partida do primeiro voo, Paulo Mirpuri, Presidente da Fundação Mirpuri disse: “Este voo histórico da Hi Fly, sem nenhum item de plástico a bordo, reforça o nosso compromisso de tornar a Hi Fly na primeira companhia aérea ‘livre de plásticos’ do mundo.

“Os voos de teste impedirão que cerca de 350 kg de plásticos descartáveis ​​e virtualmente indescritíveis envenenem o nosso meio ambiente”.

“Os voos teste irão ajudar-nos a testar os muitos itens substitutos que desenvolvemos e vamos introduir num ambiente real. Sabemos que podemos encontrar alguns problemas iniciais, mas estamos confiantes em abordar esses problemas nos próximos meses ”.

“Também sabemos, pelo feedback que recebemos de clientes e companhias aéreas clientes, que é a coisa certa que a companhia aérea esta a fazer”.

Foto: HiFly

Pedro Ramos, o diretor-geral da operadora de turismo Alto Astral, que fretou os voos entre Lisboa e o Brasil, falou do prazer da sua empresa em ser participante deste importante evento do sector. “Todos na Alto Astral estão empolgados por estarem envolvidos nesta aventura e acreditamos que as gerações futuras agradecerão àqueles que estão preparados para enfrentar a necessidade de fazer a diferença agora.”

O voo de teste sem plásticos é apenas o mais recente passo da Fundação e da Hi Fly para tornar toda a sua frota livre de plásticos até o final de 2019.

O movimento já foi adoptado nos escritórios da empresa. Entre os itens de plástico de uso único que foram substituídos estão: copos, colheres, saleiros e pimenteiros, sacos de enjoo, embalagens para roupa de cama, pratos, garrafas de refrigerante e escovas de dentes. E entre as muitas inovações apresentadas aos passageiros no voo, por especialistas em meio ambiente, estão os talheres de bambu, uma série de embalagens de papel e recipientes que, uma vez usados, podem ser prontamente compostados.