Últimas Notícias:

Hi Fly transporta material médico da China para Portugal


Com a declaração de um Estado de Emergência em Portugal para combater a pandemia global do coronavírus, a Hi Fly anunciou que tornou-se a primeira companhia aérea a disponibilizar-se para ajudar nesta crise, com a notícia de que disponibilizou um dos seus Airbus A340.

A companhia irá realizar um voo de emergência para a China para recolher máscaras, óculos, roupas, testes de diagnóstico, ventiladores e outras peças de equipamentos médicos tão necessários – já em falta em Portugal e para outros países da Europa.

O A340 da Hi Fly, que pode transportar cerca de 30 toneladas vai descolar amanhã, 20 de março, do Aeroporto de Beja, em Portugal, para Guangzhou, na China.

O voo está programado para aterrar de volta em Portugal no dia 22 de març, no aeroporto de Lisboa.

Para garantir que o voo fosse realizado, a Hi Fly recusou todos os lucros da missão e também, através do seu parceiro filantrópico The Mirpuri Foundation, fez uma doação de 100.000 euros aos custos da missão.

O fundador e presidente da Fundação Hi Fly e Mirpuri, Paulo Mirpuri, afirmou: “A nossa intenção é apenas ajudar o povo de Portugal a prevalecer no que poderia ser uma batalha difícil contra este vírus preocupante. “Estamos gratos às nossas tripulações que se empenharam nesta tarefa desafiadora, por ajudar nesta missão de recolher materiais médicos muito necessários”.

“Como principal companhia aérea de wet lease a operar em todo o mundo, continuaremos a desempenhar um papel em que vemos que somos capazes de ajudar”.