Últimas Notícias:

Grupo SATA com o melhor 1º semestre em termos de Receita desde que há registos


O Grupo SATA anunciou que obteve no 1º semestre de 2022, Receitas consolidadas de 107,9 milhões de Euros, um crescimento de 51,4 % em relação a igual período de 2021 e de 15,2% em relação a igual período de 2019.

Este valor que passa a constituir o melhor 1º semestre em termos de Receita desde que há registos consolidados, assinala assim a recuperação do tráfego pós-pandemia, pilar da recuperação da atividade turística fundamental para a Região Autónoma dos Açores.

O número de passageiros transportados pelas companhias aéreas do Grupo SATA duplicou em relação ao 1º semestre de 2021 e ficou apenas 2,3% abaixo do primeiro semestre de 2019.

A Azores Airlines obteve no período, Receitas de 70,2 milhões de Euros, um vigoroso crescimento de 115% em comparação com o mesmo período de 2021 e de 8,6% em comparação com o mesmo período de 2019.

Por seu lado, a SATA Air Açores registou Receitas de 41,5 milhões de Euros, um crescimento de 2,2% vs. 2021 e de 26% vs. 2019. Em ambas as companhias aéreas o semestre de janeiro a junho de 2022 passou a ser o melhor 1º semestre em termos de Receita dos últimos 10 anos.

Igualmente de assinalar, a descida de Custos Operacionais Unitários, excluindo o combustível. No período em causa, na Azores Airlines estes desceram 31,4% e 10% em comparação com 2021 e 2019, respetivamente. Na SATA Air Açores desceram 18,4% e 5% na mesma comparação. Estes ganhos tendem a aumentar à medida que a operação normaliza, as iniciativas de restruturação se consolidam e os custos extraordinários de combate à pandemia desaparecem. Estas poupanças transversais ajudam a acomodar, embora apenas parcialmente, o brutal impacto da subida dos custos com combustível.

De facto, em sentido inverso, estes subiram 304% em relação a 2021 – o equivalente a mais 24,3 Milhões de Euros – essencialmente provocado pelo aumento de preços, consequência da crise internacional despoletada pela guerra na Ucrânia. Em relação a 2019, os Custos com Combustível subiram 75%, cerca de
13,9 milhões de Euros.

Em consequência, o EBITDA (Resultados Operacionais antes de Juros, Impostos, Depreciações e Amortizações) da SATA Azores Airlines, tradicionalmente negativo no 1º semestre, registou um valor de – 14,9 milhões de Euros, em linha com 2019 (após IFRS). A SATA Air Açores, registou um EBITDA de 4,9 milhões de Euros no período, substancialmente superior a 2019 que foi de 0,2 milhões de Euros.