Últimas Notícias:

Flybe poderá voltar aos céus em 2021


A Flybe que entrou em falência e deixou para trás muitos postos de trabalho, poderá voltar aos céus em 2021, caso avance a compro por um de seus ex-acionistas.

A companhia com sede em Exeter pode começar a voar novamente no início do próximo ano após o acordo com a firma de fundos de hedge Cyrus Capital.

A companhia aérea que empregava 2.000 pessoas e transportava mais de nove milhões de passageiros por ano, segundo o Statista, entrou em administração em março com todas as rotas dos aeroportos de Exeter e Newquay canceladas.

Esta segunda-feira foi anunciado que, sujeito a certas condições confidenciais, espera-se que esse novo acordo permita que o negócio reinicie as operações com a marca Flybe no início de 2021.

Os administradores disseram que irão trabalhar em conjunto com a Thyme Opco, a empresa associada à Cyrus Capital que concluiu o negócio, a equipa de gestão da Flybe e a Autoridade de Aviação Civil do Reino Unido para se preparar para o relançamento das operações da companhia aérea.

Um porta-voz da Thyme Opco acrescentou: “Estamos extremamente animados com a oportunidade de relançar a Flybe. A companhia aérea não é apenas uma marca bem conhecida do Reino Unido, mas também a maior transportadora aérea regional da UE. Portanto, embora planeamos começar mais pequenos do que antes, esperamos criar empregos valiosos no sector de aviação, restaurar a conectividade regional essencial no Reino Unido e contribuir para a recuperação de uma parte vital da economia do país. ”