Últimas Notícias:

EASA dá parecer técnico para que o B737 MAX regresse às operações comerciais


 

De acordo com a Bloomberg, a EASA – Agência Europeia de Segurança Aérea mostra-se satisfeita com as mudanças introduzidas pela Boeing no modelo 737 MAX e considera que foram atingidos os objectivos para tornar o avião mais seguro.

A EASA deverá por isso dar o seu parecer técnico para que o B737 MAX regresse às operações comerciais em espaço europeu.

De recordar que, inspectores da EASA realizaram vários voo de teste a bordo do Boeing 737 MAX, no qual foram analisadas as as modificações necessárias e adequadas a uma melhor navegabilidade do modelo e estão neste momento na fase final de análise dos relatórios.

Nas próximas semanas será apresentado um projecto de directriz de aeronavegabilidade, que será aprovado no próximo mês e perante o qual se acenderá a luz verde para a retoma dos voos comerciais, disse Patrick Ky, director executivo da EASA.

Em declarações à Bloomberg Patrick Ky disse: “A nossa análise mostra que avião é seguro e que o nível de segurança alcançado é alto o suficiente para nós”, “O que discutimos com a Boeing é o fato de que, com o terceiro sensor, poderíamos alcançar níveis ainda mais elevados de segurança.”

A FAA – Administração Federal de Aviação dos EUA está mais avançada nas análises aos voos de teste, contudo a entidade reguladora norte-americana, cujas decisões são seguidas pela maior parte dos países que têm companhias aéreas, preferiu não fazer previsões sobre quando espera ver o B737 MAX regressar às operações comerciais.

Steve Dickson, novo responsável pela FAA, voou com o B737 Max recentemente, tendo dito, que estava “muito confortável”, mas o processo não foi concluído.