Últimas Notícias:

Conheça a operação de repatriamento dos passageiros Thomas Cook

 

Está no “ar” a maior operação de repatriamento da história britânica em tempos de paz

A operação está a ser assegurada pelo fundo ATOL do Reino Unido, que assume a responsabilidade de repatriamento dos turistas em caso da falência dos operadores.

Neste momento estão envolvidos nesta operação os seguintes equipamentos / companhias:

Miami Air International: um B737-800;     

Eastern Airlines: três B767-300s;     

euroAtlantic Airways: um B767-300 e um B777-200 (ER);     

Privilege Style: um B767-300 (ER);     

Atlas Air: um B747-400;

Atlas Global: um A330-200;        

Evelop Airlines: um A330-300;     

Malaysia Airlines: um A380-800;     

Titan Airways: (os aviões ao serviço da Titan podem ser encontradas através do código AWC no Flightradar24)

um B757-200,

um B737-400 (wet-leasing da GetJet Airlines),

um A320-200 e quatro A321-200s (Avion Express),

um A320-200 (wet-leasing da SundAir),

um A320-200 (wet-leasing da White),

um A321-200 (wet-leasing da Olympus Airways),

dois A321-200s (wet-leasing da SmartLynx Airlines);

um A340-600 (wet-leasing da Maleth-Aero),

um A340-300 (wet-leasing da Plus Ultra Líneas Aéreas).     

Hi Fly: um A340-300;     

Hi Fly Malta: um A340-300 e um A380