Últimas Notícias:

B777-200 da Air Canada aterrou de emergência depois de passar por uma área de turbulência severa


O B777-200 C-FNNH da Air Canada que estava a realizar o voo AC33 entre Vancouver e Sydney, na Austrália, teve de solicitar uma aterragem de emergência no aeroporto de Honolulu depois de passar por uma área de turbulência severa.

Segundo as informações partilhadas pela companhia, cerca de 35 pessoas sofreram ferimentos ligeiros. 

Quando o avião aterrou já estavam em prontidão todos os serviços de emergência, tendo as equipas médicas assistidos os vários passageiros no local.

A bordo do B777-200 seguiam 269 passageiros e 15 membros da tripulação.

De acordo com uma passageira: “Quando passámos pela turbulência e todos os passageiros bateram com a cabeça no tecto e depois caiu tudo… as pessoas voaram”, “Foi como um segundo, mas foi o suficiente para ver todo mundo a saltar.”

A maioria dos passageiros que apresentava ferimentos e segundo os serviços de emergência, eram os passageiros que não tinham o cintos de segurança apertados.
 
O episódio  aconteceu a 10.973 metros (36.000 pés) a cerca de 966 quilômetros a sudoeste de Honolulu, nunca altura do voo que a tripulação estava a servir uma pequena refeição.