Últimas Notícias:

B737 já com as cores da Cabo Verde Airlines deverá chegar amanhã a Cabo Verde


 

Está previsto para chegar este sábado, 12 de novembro, a Cabo Verde o B737-700 com a matricula D4-CCI já com as cores da Cabo Verde Airlines, que anteriormente tinha as cores da TAAG.

A aeronave aterrou esta sexta-feira no Aeroporto Gago Coutinho, em Faro com o número de voo VR7922 e deverá seguir amanhã para a Cabo Verde.

A aeronave passou por trabalhos de manutenção, pintura redimensionado a nível do interior para dar um melhor serviço na rota para Portugal.

Foto: DTudo1Pouco

Hoje, o ministro dos Transportes e do Turismo cabo-verdiano afirmou hoje que, desde a retoma, a companhia já transportou 28.000 passageiros e que decorrem negociações para alugar uma segunda aeronave para ligar a Boston.

“A operação para Boston e a operação para o Brasil faz parte do plano da TACV para os próximos tempos. Nós estamos a fazer um esforço enorme (…), o Governo tem estado a dar um apoio e a injetar dinheiro na companhia para poder ligar a companhia com a diáspora, para poder trazer e fomentar cada vez mais esta interligação com a diáspora, no meio de toda esta turbulência”, afirmou o ministro Carlos Santos, ao responder a perguntas dos deputados durante a sessão parlamentar ordinária que decorre hoje na Assembleia Nacional, na Praia.

Acrescentou que a TACV está a negociar com empresas de ‘leasing’ do setor o fornecimento de uma segunda aeronave, para acrescentar ao Boeing 737-700 alugado desde março pela companhia de bandeira cabo-verdiana à congénere angolana e que assegura as ligações de Cabo Verde a Portugal.

Essa segunda aeronave, esclareceu, permitirá retomar as ligações com Boston, nos Estados Unidos da América, onde reside a maior comunidade cabo-verdiana na diáspora, mas também com o Brasil e França.

“Esperemos que o mais brevemente possível consigamos ter esta segunda aeronave para que possamos cumprir esse desiderato que é ligar a diáspora com Cabo Verde. E é com essa visão que o Governo está a apostar na TACV para conseguirmos ter uma companhia que possa impedir o monopólio das linhas internacionais”, afirmou.

“Vejam que neste pouco tempo a TACV já conseguiu transportar 28.000 passageiros. Significa que são 28.000 emigrantes cabo-verdianos, residentes e turistas que vieram a Cabo Verde a preços módicos de cerca de 500 euros. Isto é obra, isto significa que estamos a cumprir com afinco e com a visão de ter a nossa diáspora ligada a nós”, sublinhou ainda.

Contudo, enfatizou que Cabo Verde já é servido atualmente por uma rota para Boston, através da Azores Airlines, a partir da Praia e via Açores: “Muito brevemente nós estaremos a anunciar a vinda da segunda aeronave. Mas digo com toda a franqueza que neste momento a comunidade cabo-verdiana nos Estados Unidos está servida por uma linha que vem conseguindo dar resposta”.