Últimas Notícias:

Azul cresceu 23,9% em 2019 com as rotas de Lisboa e Porto a ajudar


 

A companhia aérea brasileira Azul indicou que em 2019 teve um crescimento médio do tráfego em RPK (passageiros x quilómetros voados) em 23,9%, com +27,6% em voos domésticos e +13,5% em internacionais, entre as ligações de Campinas com Lisboa e com o Porto.

A Azul que  reclama ser “a maior companhia aérea do Brasil em número de voos e cidades atendidas, com 916 voos diários e 116 destinos”, viu o seu crescimento de tráfego aumentar em 2019.

O crescimento do tráfego permitiu à companhia melhorar a sua taxa média de ocupação dos voos em 1,2 pontos, atingindo 83,5%, por aumento de dois pontos em voos domésticos, onde teve em média 82,8%, que compensou a queda de 1,2 pontos em voos internacionais, nos quais teve 85,7%.

Em declarações John Rodgerson, Presidente da Azul: “Aumentámos a nossa capacidade total em impressionantes 22,2%, enquanto que a taxa de ocupação totalizou 83,5%, principalmente devido à forte demanda promovida pela malha da Azul”.

Rodgerson indicou ainda, que assinala a Azul chegou ao fim de 2019 com 38 Airbus A320neos e quatro Embraer E2s: “estamos muito empolgados com a rentabilidade dessas aeronaves”.

A Azul, em informação divulgada no seu Investor Day de 2019, indicou ter feito um “investimento estratégico” de 90 milhões de euros em obrigações convertíveis da TAP que lhe conferem até 41,25% os direitos económicos da companhia portuguesa, garantidos pelo programa de fidelização Victoria, e que pagam 7,5% por ano até à maturidade em 2025.