Últimas Notícias:

Avião da Ryanair aterra de emergência devido a ameaça de bomba


 

Um avião da Ryanair que estava a realizar o voo entre Londres e Oslo decretou emergência devido a uma ameaça de bomba.

O B737 aterrou sem incidentes no aeroporto internacional de Gardemoen, cerca de 50 quilómetros a nordeste da capital da Noruega, e todos os 142 passageiros foram retirados em segurança, segundo a polícia.

A polícia norueguesa anunciou que deteve um britânico de 51 anos suspeito de ter feito a ameaça de bomba; “A polícia tem a situação sob controlo e deteve um homem de 51 anos suspeito de estar na origem da ameaça. O homem é um cidadão britânico”, afirmou um responsável da polícia, Olav Unnestad, num comunicado.

“Abrimos uma investigação e vamos ouvir o suspeito o mais rapidamente possível”, acrescentou.

Segundo a imprensa norueguesa, a ameaça foi feita através de uma nota encontrada a bordo do avião, desencadeando o alerta quando faltavam cerca de 40 minutos para a aterragem.

Um importante dispositivo policial foi mobilizado para o aeroporto de Oslo, incluindo forças de intervenção e uma unidade de desactivação de explosivos, que inspeccionaram o aparelho.

Segundo o Ministério da Defesa da vizinha Dinamarca, o avião foi escoltado por caças F-16 dinamarqueses que ultrapassaram a barreira do som para se aproximar do aparelho.

De recordar que na passada terça-feira, um outro aparelho da Ryanair, que fazia a ligação entre Cracóvia e Dublin, foi forçado a aterrar em Londres depois da descoberta, numa das casas de banho, de uma nota dizendo que havia explosivos a bordo.

A polícia britânica deteve dois homens.