Últimas Notícias:

Aircalin suspendeu as operações de um A330neo devido a cheiros


A Aircalin suspendeu as operações de um dos seus novos A330-900, não por causa de qualquer falha mecânica, mas por causa de um cheiro desagradável que ocorre durante a subida ou descida, de acordo com o relatório do jornal The Nouvelles Caledoniennes.

O A330-900 F-ONET (msn 1938), foi entregue em no dia 1 de outubro e não voa desde 29 de outubro, quando voltou a Nouméa La Tontouta a partir de Sidney Kingsford Smith no voo SB141, de acordo com dados de voo do Flightradar24.

De acordo com as informações disponíveis, O A330neo está a passar por uma inspecção minuciosa, após relatos de tripulantes e passageiros de um cheiro a óleo, tendo também relatado irritação nos olhos e dores de cabeça.

Os engenheiros da Airbus e da Rolls-Royce estão a trabalhar com a companhia para identificar e resolver o problema. Neste momento a Aircalin está a colmatar a falta deste aparelho na sua frota com a reactivação do seus A330-200 F-OJSE (msn 510).

De recordar que os primeiros A330neo da TAP tiveram problemas semelhantes no início das suas operações.