Últimas Notícias:

Actualizações de software Boeing para corrigir sistema anti-stall ‘provisoriamente’ aprovadas pela FAA


 

Após o anúncio da Boeing no início deste mês de que planeava lançar uma série de actualizações para o sistema dos seus B737MAX, o Wall Street Journal informou que essas mudanças foram “provisoriamente” aprovadas pela Administração Federal de Aviação.

Neste momento são necessárias mais verificações e testes de solo antes da implantação. Citando fontes do governo familiarizadas com o assunto, o jornal informou este sábado que a actualização de software esperada para o (MCAS) –  Sistema de Aumento de Características de Manobra da Boeing na aeronave 737 Max irá tornar o sistema anti-stall “menos agressivo e mais controlável pelos pilotos”.

As modificações, disseram os funcionários, criam um recurso de prevenção de stall mais suave, redesenhado para não dominar outros comandos de cabine ou falhas de ignição com base em leituras erradas de um único sensor. É programado para empurrar o nariz automaticamente para baixo apenas uma vez – por não mais de 10 segundos – se a aeronave estiver em risco de travar e perder a sustentação.

Também faz parte das mudanças futuras previstas a melhor formação para as tripulações que operam os aviões, que o segundo o Wall Street Journal irá envolver cursos interactivos, bem como mais informações sobre como a função MCAS funciona e como desactivá-la.

As mudanças podem chegar nas próximas semanas, disse o jornal. Um porta-voz da FAA disse ao Washington Post em comunicado que “espera que o software seja totalmente actualizado no começo da próxima semana”; e vamos avaliar isso no momento. ”

A Boeing informou num comunicado à imprensa a 11 de março que estava a trabalhar com a FAA numa actualização de software envolvendo o recurso MCAS que seria lançado “no máximo em abril”.

Vários investigadores procuram saber até que ponto uma falha no software será responsável pelos dois acidentes envolvendo B737MAX.