Últimas Notícias:

A380 da HiFly já se encontra no deserto a aguardar pelo seu futuro


Este sábado, 23 de janeiro, o A380 com a matrícula 9H-MIP que ostentou as cores da HiFly fez, talvez, o voo mais triste que uma aeronave pode realizar.

O A380 realizou o voo HFM380P entre Toulouse e Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos onde ficará armazenado ao cuidado do seu lessor, até ter o seu destino definido.

O voo durou cerca de 5 horas e 47 minutos.

De recordar que a Hi Fly despediu-se no dia 17 de dezembro do seu A380 9H-MIP. Faltavam 19 minutos para as 11h00 quando descolava pela última vez, do Aeroporto de Beja, o gigante dos céus com destino a Toulouse.

Antes de seguir para o seu destino final a Hi Fly brindou-nos com um coração de despedida desenhado nos céus de Portugal:

 

Ao longo destes dois anos o A380 da Hi Fly ficou na história da aviação:

Foi o primeiro A380 a aterrar:

» Beja (23/07/2018)

» Oslo (2/08/2018)

» Reunion (25/08/2018)

» Diass (14/04/2019)

» Antananarivo (30/06/2019)

» Cairo (7/07/2019)

» Caracas (14/07/2019)

» Buenos Aires (23/07/2019)

» Dalaman (23/09/2019)

» Enfidha (24/09/2019)

» Las Palmas (27/09/2019)

» Santo Domingo (16/05/2020)

Ao serviço da Hi Fly, a aeronave aterrou em 53 aeroportos diferentes, em 33 países e 4 continentes:

  1. Abidjan
    2. Abu Dhabi
    3. Antananarivo
    4. Athens
    5. Baku
    6. Bangkok
    7. Beja
    8. Boston
    9. Buenos Aires
    10. Cairo
    11. Cancún
    12. Caracas
    13. Châteauroux
    14. Copenhagen
    15. Dalaman
    16. Diass
    17. Dresden
    18. Enfidha-Hammamet
    19. Farnborough
    20. Glasgow
    21. Hamburg
    22. Hanoi
    23. Istanbul
    24. Istres
    25. Jeddah
    26. Kuala Lumpur
    27. Larnaca
    28. Las Palmas
    29. London Gatwick
    30. London Stansted
    31. Madrid
    32. Malta
    33. Manchester
    34. Montréal
    35. New York
    36. Nice
    37. Orlando
    38. Oslo
    39. Palma de Mallorca
    40. Paris-Châlons Vatry
    41. Paris-Charles de Gaulle
    42. Paris-Le Bourget
    43. Reunion Island
    44. Rome
    45. Santo Domingo
    46. Seoul
    47. Shangai
    48. Singapore
    49. Stockholm
    50. Tarbes
    51. Tianjin
    52. Toulouse
    53. Wuhan

O spotter Clément Alloing capturou o momento de chegada do A380 ao aeroporto de Toulouse.

De referir que, a Hi Fly anunciou o phase-out do seu único A380 no final do prazo de locação que acontece ainda este ano de 2020.

A decisão de não estender o período inicial de arrendamento acordado veio como consequência da pandemia covid-19, que reduziu drasticamente a procura por aeronaves muito grandes.

Hi Fly pertence ao clube muito exclusivo de apenas 15 companhias aéreas que já operaram o A380, a maior e mais avançada aeronave de todos os tempos.

Esta aeronave foi um testemunho de quão longe o ser humano pode ir no desenvolvimento de algo tão extraordinário. Acima de tudo, o icónico 9H-MIP “Salve os Recifes de Coral” foi inspirador e levou essa mensagem responsável a centenas de milhões de pessoas nos quatro cantos do mundo.

O Airbus A380 será substituído na frota Hi Fly por Airbus A330 adicionais, uma aeronave menor e mais adequada para as actuais condições de mercado.

A HiFly transformou recentemente, por forma a dar resposta a maior procura por capacidade de transporte de carga, o seu A380 em avião “cargo”, através da retirada dos assentos da classe económica da aeronave.

Com esta alteração de configuração, o A380 oferece mais de 300m3 de capacidade de volume e quase 60 toneladas de carga.

Conheça o interior deste avião:

O A380 da Hi Fly está equipado motores Rolls Royce Trent 900 e tem uma capacidade para 471 passageiros distribuídos por três classes. O piso principal tem 12 lugares de primeira classe e 311 de classe económica enquanto que o piso superior tem 60 lugares de classe executiva e 88 de económica. Numa configuração de alta densidade este avião poderá transportar até 853 passageiros.

O A380 está equipado com tecnologia e acabamentos de última geração, contando cada assento com o seu próprio sistema de entretenimento individual da Panasonic eX2, proporcionando aos passageiros variadas possibilidades de entretenimento.

Adicionalmente, a performance deste avião vai ao encontro do compromisso de sustentabilidade da Hi Fly. Produzindo apenas 75 gramas de CO2 por passageiro por quilómetro, o A380 reduz emissões de gás nocivas transportando mais pessoas com um menor impacto para a atmosfera.

Marcos:

A 1 de fevereiro, o A380 da Hifly aterrava em Wuhan para realizar a evacuação de europeus daquela cidade.

A companhia aérea portuguesa foi contratada para fazer o resgate dos cidadãos europeus em território chinês, onde eclodiu o surto do coronavírus.

Em fevereiro, a Hi Fly foi distinguida com dois prestigiantes prémios da revista inglesa Global Transport Finance pela sua campanha de reintrodução do Airbus A380 no mercado.

Os prémios foram recebidos numa cerimónia que decorreu em Londres, no Merchant Taylor’s Hall, no coração do distrito financeiro da cidade.

O diretor financeiro do Grupo, Sérgio Bagorro, esteve presente na capital britânica para marcar presença na cerimónia de entrega de prémios e receber as distinções de: The Aircraft Remarketing Deal of the Year Award e The Daedalus Award, for Returning the A380 to the Skies.

A cerimónia foi apresentada pelo chefe de redação da Global Transport Finance, Jim Smith, que disse após o evento: “Os prémios atribuídos à Hi Fly foram o grande destaque da noite. A campanha de reintrodução do A380 foi pura e simplesmente notável.”

Voltando à sede da Hi Fly, em Lisboa, após regressar da cerimónia de entrega de prémios, Sérgio Bagorro comentou: “Foi uma grande honra para mim representar a Hi Fly e receber estas duas prestigiantes distinções. O crédito não é apenas meu, mas de toda a equipa da Hi Fly que contribuiu ativamente para o sucesso do projeto do A380.”

“Quando estamos dedicados ao negócio, podemo-nos por vezes esquecer que temos o mundo inteiro a observar os nossos passos e, neste caso, penso que podemos tomar este momento para nos orgulharmos de todos os esforços desenvolvidos no sentido da inclusão do A380 na nossa frota e relançamento do A380 no mercado.”

A introdução do A380 na frota da Hi Fly foi um marco importante para a empresa e para a indústria. A Hi Fly tornou-se a 4ª companhia aérea da europa a operar o avião, a 14ª a nível mundial e a 1ª dentro do seu modelo de negócio.

O avião foi apresentado à indústria com a participação da Hi Fly no Farnborough Airshow em julho de 2018 onde atraiu milhares de visitas tornando-se numa das principais atracões do evento.

Desde a sua introdução que o avião tem voado pelo mundo apresentando uma pintura única que apoia a campanha “Salve os recifes de Coral” da Fundação Mirpuri, exibindo um lado em azul escuro, com corais destruídos, que contrasta com um lado azul claro representando um oceano imaculado com vida marinha colorida e saudável.

O A380 da Hi Fly tem vindo a inaugurar rotas e visitar aeroportos em que nunca este modelo antes havia aterrado, tendo nomeadamente transportado passageiros entre as cidades de Londres e Nova Iorque. O modelo Airbus, em serviço há onze anos, nunca tinha feito este percurso, embora seja de longe a mais movimentada rota de longo curso do mundo.